Luiz Zerbini, Barrão e Sérgio Mekler reuniram-se pela primeira vez em 1995 no Chelpa Ferro, grupo experimental que funde música eletrônica, esculturas e instalações tecnológicas. O trio, que já esteve nas Bienais de Veneza e de São Paulo, faz esse ano sua estreia no Panorama.

*Este ano o Panorama recebe como projeto associado seu primo barulhento e inesperado, o HAPPENINGS, numa parceria que se estende ao Multiplicidade e tem curadoria de Batman Zavareze. As atrações agitam o Centro Municipal de Arte Hélio Oiticica (CAHO) e os arredores da Praça Tiradentes, no Centro, pautadas por múltiplas ações coletivas de embaralhamento sensorial: exposição, performances, discotecagens e discussões. Uma instalação inédita do grupo musical mineiro O Grivo é o eixo central e fica no CAHO, junto com a instalação da inglesa Helen Cole, de 9 a 18 de novembro. Nos dias 15, 16 e 17, haverá uma programação musical com artistas nacionais e internacionais. No ano do centenário do músico vanguardista Jonh Cage eles repetem o mantra: “Isso não é arte, é barulho.”

A programação HAPPENINGS @Panorama tem patrocínio especial da Oi.