Incorpóreo relaciona fotografia e corpo em movimento. A pesquisa, iniciada em Londres durante a residência artística Rio Occupation London, propõe uma série de pequenas ações em que o corpo do artista executa movimentos diversos diante da câmera fotográfica. No momento em que um corpo se move em busca de novas sensações, o que fica é a lembrança daquilo que passou. O projeto inspira-se em trabalhos pioneiros da fotografia e da imagem em movimento, como os de Eadweard Muybridge, Étienne-Jules Marey e Anton Giulio Bragaglia.
João Penoni é artista visual, designer, fotógrafo e acrobata. Participou de exposições coletivas como From the margin to the edge, no Somerset House (Londres, 2012); Quase casais, no Espaço Maus Hábitos (Lisboa, 2011); Zonas de contato, no Paço das Artes (São Paulo, 2011); I Mostra Videurbe (Rio de Janeiro, 2011).

A videoinstalação que compõe a performance tem exibição contínua das 11h às 19h, em ambos os dias.

Vídeo e performance: João Penoni Som: Saulo Laudares Figurino: Helena Pontes  Artista sonoro: Saulo Laudares Assistente de arte:  Daniel Kucera Produtora: Natasha Corbelino Produtor executivo: Ramon Mello