Melt down é uma simples e poderosa manifestação. Os performers entram em cena e assumem suas posições ao único soar de um grande sino. Eles alongam os braços acima das cabeças enquanto olham para o céu. Um novo soar marca cada um dos dez minutos seguintes. Durante a ação, os performers “derretem”, lenta e quase imperceptivelmente, até o chão. O espetáculo é parte de um quarteto de performances que, combinadas, formam o Square dances, comissionado pelo Dance Umbrella em parceria com a Artsadmin em 2011. A versão carioca de Melt Down foi criada em colaboração com performers locais.
Rosemary Lee é performer, coreógrafa e diretora. Investiga a humanidade em live performances e filmes há 25 anos. Square dances (2011) e Common dance (2009), seus trabalhos mais recentes, foram encenados no Dance Umbrella, em Londres. Apresentou Remote dancing por galerias e espaços públicos entre 2004 e 2008.

Conceito, direção e coreografia: Rosemary Lee Desenvolvido de um conceito original e com a permissão de: Elise Long and Spoke the Hub Dancing, Brooklyn, USA Assistente de coreografia: Henrietta Hale.
A versão carioca do Melt Down foi criada em colaboração com os performers locais. Fotos: Hugo Glendinning  Apoio: British Council Comissionado originalmente por: Dance Umbrella, London com apoio do  Bloomberg e Heritage Lottery através do Arts Council England. Em associação com : Artsadmin, London

Apoio de turnê: British Council.