Pâquerette, o primeiro espetáculo da dupla Cecilia Bengolea e François Chaignaud, juntos desde 2005, aborda políticas e sensações sexuais em múltiplas leituras, conciliando medo e bravura de maneira emocionante para mostrar que estar vivo é passar por metamorfoses.

Cecilia Bengolea estudou história da arte em Buenos Aires. Tem trabalhos colaborativos com Yves-Nöel Genod, Joris Lacoste, Alice Chauchat, Alain Buffard e Mathilde Monnier, dentre outros. É coautora, com François Chaignaud, de Pâquerette (2005-08), Sylphides (2009), Castor & Pollux e Free dance (2010).

François Chaignaud é graduado pelo Conservatoire National Supérieur de Musique et de Danse (CNSM), em Paris. Trabalha em parceria com Emmanuelle Huynh, Gilles Jobin, Tiago Guedes e Alain Buffard, dentre outros. Acadêmico em história, publicou o livro L’affaire Berger-Levrault – Les féminismes à l’épreuve (2009), sobre o feminismo na França.

Concepção e performance: Cecilia Bengolea e François Chaignaud Patrocínio: DRAC Poitou-Charentes Apoio: Ménagerie de Verre (Paris)

Apoio de turnê: Institut Français em parceria com a Région Poitou-Charentes e Consulado Geral da França.