Solo(s) aborda duas possibilidades da palavra “solo”: uma substantiva, relativa ao espaço (solo = chão); outra adjetiva, que trata do estar desacompanhado (solo = solitário). O espetáculo é uma instalação coreográfica de duas artistas independentes, que decidiram trabalhar em parceria.

Izabel Stewart iniciou sua carreira no Rio de Janeiro na década de 90. Atualmente vive e trabalha em Belo Horizonte com artistas independentes como Dudude Herrmann, Marcelo Kraiser e Paola Rettore.

Tana Guimarães é bailarina e artista visual. Participou dos seguintes espetáculos da Cia Suspensa: Pouco acima, Alpendre e De peixes e pássaros, e nas pesquisas Alpendre (contempladas pelo Rumos Itaú Cultural), Objeto de voo e Sem os pés no chão.

Concepção/atuação: Izabel Stewart e Tana Guimarães Vídeo: Xande Pires Música: Kristoff Silva Cenografia: Joanna Sanglard Iluminação: João Saldanha e Jésus Lataliza Produção: Mariana Maioline e Elias Gibran Contadora: Silvia Batista Figurinos: Izabel Stewart e Tana Guimarães Agradecimentos: João Saldanha, Espaço Estufa (Carol e Luis Felipe), Quick Cia de Dança, Paola Rettore, Gabriela Christófaro, Rosa Hercoles, Cia Suspensa e ONG Primo