Panorama Festival 2017 | WOMB – filme 3D

Womb _ Um filme 3D de Gilles Jobin

Uma experiência coreográfica tridimensional audiovisual. Em WOMB, três personagens emergem de um útero e descobrem o volume do mundo. Analogia abstrata do desenrolar da vida, seus corpos se movem da plenitude ao vazio.

 

Dirigido por Gilles Jobin, WOMB combina imagens estereoscópicas, dança, arte visual e música. O filme é um rastreamento existencial, uma analogia abstrata da jornada da vida que se baseia na profundidade do espaço e no volume de corpos a fim de desencadear uma resposta contemplativa e emocional. Projetado e concebido para a tecnologia 3D, WOMB implanta uma estratégia de imersão. Sempre avançando, os bailarinos Susana Panadés Diaz, Martin Roehrich e o próprio Gilles Jobin progridem através de uma sequência de plano de um estágio para o outro.

 

Apresentado por swissnex Brazil.

 

WOMB is a film in motion, a three-dimensional audio and visual cinematographic object. Three characters emerge from a womb and discover the volume of the world. Three-dimensional bodies, an abstract analogy of the unfolding of life, from fullness to emptiness.

 

Directed by Gilles Jobin, WOMB combines stereoscopic images, dance, visual art and music. WOMB is an existential tracking shot, an abstract analogy of life’s journey that draws on the depth of space and the volume of bodies to trigger a contemplative and emotional response. Designed and conceived for 3D technology, WOMB deploys an immersive strategy. Always moving forward, the three dancers Susana Panadés Diaz, Martin Roehrich and Gilles Jobin himself progress through a sequence shot from one stage to the next.

 

Presented by swissnex Brazil.

 

Gilles Jobin, Suíça

 

Reconhecido por seu pioneiro trabalho com coreografia, Gilles Jobin começou a produzir peças de dança em 1995, sendo aclamado tanto pela crítica especializada como pelo público, se estabelecendo em pouco tempo como um dos mais importantes coreógrafos independentes na Europa. Produziu mais de 20 obras,  incluindo A + B = X (1997) e The Moebius Strip (2001), consideradas referências no cenário mundial.

 

Desde o início de seu trabalho Jobin cria as imagens para suas peças coreográficas: filmes super 8, vídeo, captura de movimento, fotos … Em suas coreografias organiza sequências sem hierarquia, e imagens como outra ferramenta visual. Seu uso peculiar de imagens como elementos no espaço o atraíram para a exploração de novos territórios visuais.

 

Recognised for his ground breaking work in choreography, Gilles Jobin began producing dance pieces in 1995 which earned him the acclaim of both the critics and the public. He soon established himself as a leading independent choreographer in Europe. To this day, Gilles Jobin has produced over 20 works, some of which, including A+B=X (1997) and The Moebius Strip (2001), are considered benchmarks on the world stage.

 

Since the begining of his work he creates the images for his choreographic pieces: super 8 films, video, motion capture, photos… In his choreographic work, he organizes sequences without hierarchy and images as another visual tool. His peculiar use of images as elements into space draw him toward the exploration of new visual territories.

 

www.gillesjobin.com

www.womb.space

 

 

Um filme A Film by  de Gilles Jobin
Música Music: Franz Treichler
Cenário Set:  Sylvie Fleury
Figurino Costumes: Jean-Paul Lespagnard
Cinematografia Cinematography: Patrick Tresch
Coreografia: Gilles Jobin
Dança: Susana Panadés Diaz, Gilles Jobin, Martin Roehrich

 

Assistente de Direção: Camilo De Martino
Produção: Cie Gilles Jobin
Direção Técnica: Marie Predour
Design de estrutura do cenário: Gilles Jobin e Victor Roy
Gerente da construção do cenário: Victor Roy
Construção do cenário: Coline Davaud / Atelier Supercocotte
Pintura: Mathieu Creche / MC-Design Gráfico
Assistente de Sylvie Fleury: Diego Sanchez
Equipamentos 3D e câmeras: Screenplane
Estereógrafo: Jan Bernotat
Assistentes de câmera: Raphael Dubath, Augustin Losserand
Gerente de palco: Blaise Bauquis
GF-8 Operador de grua: Moisés Mendoza / Machinos.ch
Material de iluminação: Luxan SA
Técnicos de palco: Vincent Bertholet, Clive Jenkins, Pablo Jobin, Michel Ribeiro

 

Assistente de J.-P.: Lespagnard Léa Capisano
Padrões e costura: Isa Lhoas
Guarda-roupa: Kata Tóht
Vestimentas: Aurélie Billiet
Maquiagem: Kennocha Baud / dbFx Workshop
Edição: Camilo De Martino, Vincent Pluss
Pós produção: Cinepostproduction, Munique
Chefe da pós-produção: Manuel Georg
Vendas: Robert Gloeckner
Gerente de pós-produção: Jacob Dietz
Calibração de cores: Aljoscha Hoffmann
Edição Online / Composição: Viktor Cette
Masterização Digital: Frank Rolfing, Michael Ritter
Projeto gráfico: Atelier Poisson
Partitura Original: Franz Treichler / Studio S6 Database 59
Efeitos Sonoros e Sampling: Spocksone CKSDE / Cyber ​​Kitchen Sound Design Enterprise
Gravação na Amazonia: Gaspar Narby, Franz Treichler
Masterização de som: Felix Bussmann / SDS Sound Design Studios
Locação: Salle Caecilia / La Comédie de Genève
Workshop de cenário: Ateliers de La Comédie de Genève
Administração: Mélanie Rouquier, Rosine Bey
Comunicação: Pascal Villa Vieille
Contador: Gonzague Bochud

 

Pesquisa e desenvolvimento em parceria com a Cinéforom e com o apoio de La Loterie Romande.

 

Produção: Elena Tatti, Elodie Brunner / Box Productions e Mélanie Rouquier / Cie Gilles Jobin
Coprodução: Arsenic
Pesquisa coreográfica: Susana Panadés Diaz, Isabelle Rigat, Gilles Jobin, Martin Roehrich
Direção Técnica: Marie Predour
Técnicos de palco: Loan Ruga, David Baumgartner, Daniel Campo, Antonio Llaneza, Austin Belayef
Diretor de Fotografia: Patrick Tresch
RIG e Estereografia 3D: Samuel Guillaume e Fred Guillaume / Cine3D
Contador: Yves Bachelier
Estúdio: Théâtre Sévelin 36
Apoio Técnico: Arsenic, Théâtre Saint-Gervais, Opéra de Lausanne, Théâtre Du Grütli

 

Agradecimentos:

Samuel Guillaume e Fred Guillaume, Patrick Tresch, Sebastian Cramer, Fabrice Aragno, Laurent-Paul Robert, Vesna Petresin, Elena Tatti, Thierry Spicher, Frédéric Maire, Evelyne Theytaz, Michael Doser, Emmanuel Cuénod, Nathalie Gregoletto, Maral Mohsenin, Lorena Ribera, Sandrine Kuster, Thierry Luisier, Robert Lacombe, Clarisse Bardiot, Yann Serez, Yves Fröhle, Terence Prout, Núria Font, Patrick de Rahm, Claire Jobin, La Ribot, Mateo Jobin, Heleen Treichler, Daniel Demont

 

O projeto de cooperação WOMB é apoiado pela Pro Helvetia – Swiss Arts Council como parte de seu programa de “Cultura Digital”.

 

Gilles Jobin é recebeu o Prêmio de dança suíço 2015, concedido pelo escritório federal da cultura por sua contribuição para o desenvolvimento da dança contemporânea.

Cie Gilles Jobin é apoiada pela Cidade de Genebra, o Cantão de Genebra e Pro Helvetia – Swiss Arts Council.

WOMB _ Um filme 3D de Gilles Jobin

19 de janeiro

21h

2 sessões

Kinoplex São Luiz – Sala 3

Duração: 32 minutos

Livre

Entrada franca

Distribuição de senhas 1 hora antes em frente a sala de exibição.