Panorama Festival 2018 | Angel Vianna - O que eu mais gosto é de gente

Helen Cole e Floriano Romano

Corpo de som

Dando continuidade às reflexões sobre a tecnologia e o corpo, o Festival Panorama traz dois artistas britânicos Helen Cole e Alex Bradley para recriar com artistas brasileiros BREATHE, uma instalação sonora sobre a respiração de bailarinos. Numa proposta que investiga a ideia de corpo ausente e vestígios tecnológicos do corpo. A dupla inglesa irá colaborar com artistas do Rio e Teresina numa residência de uma semana, além de conversas públicas em ambas as cidades. Em complemento convidamos o artista carioca Floriano Romano, que irá retrabalhar algumas de suas obras que mesclam objetos sonoros e instalações. O resultado da residência dos artistas brasileiros com Helen Cole e Alex Bradley, junto às obras de Floriano Romano, irá compor a exposição. Corpo de Som, que ficará em cartaz no Centro de Artes Hélio Oiticica.

 

Helen Cole é artista visual e performer e desde os anos 2000 colabora em instalações coreográfico-corporais com o artista sonoro Alex Bradley. Juntos investigam a ideia de corpo ausente ou vestígios tecnológicos do corpo.

 

Floriano Romano é pioneiro em obras que mesclam objetos sonoros, instalações, ações urbanas e rádio em espaços urbanos.

3 à 24 nov | 12h ás 18h | exceto dom
Centro Municipal de Artes Helio Oiticica

Breathe é produzido por Helen Cole e Alex Bradley em Arnolfini (Reino Unido), ArupAcoustics Soundlab (NYC), Realworld (Reino Unido).

Do Ruído de Floriano Romano tem duas obras: Muro de Som e Espreguiçadeiras Sonoras.

Montagem e Cenotécnica: Brenno de Castro.

Gravações: Caio Cesar Loures.

Muro de som: Madeira, sistema de som, alto-falantes, gravação da respiração como ventania, 2016.

Espreguiçadeiras Sonoras: Madeira, sistema de som, gravação do mar, 2016.

© Foto Breathe Paul Blakemore

© Foto Do Ruído Wilton Montenegro